Seguidores

Translate

domingo, 31 de março de 2013

O Sepulcro e o Silêncio.

Texto de: José Maria Souza Costa.



Com a Ressurreição de Jesus Cristo, a Cruz, e o Sepulcro, silenciaram.
Cristo, impôs, à Morte, uma derrota com a Vossa Ressurreição. E com isso, faz-nos um convite a vivermos, e, vivermos intensamente.
Cristo, nos convida, à abandonarmos as Cruzes  e os Sepulcros.
Não à Cruz do Amor, da Fraternidade, do Acolhimento, do Perdão, da Lealdade, do Companheirismo. Mas, a Cruz do Egoísmo, da Maldade, da Esperteza, da Calúnia, da Blasfêmia, da Inveja, da Desfaçatez, enfim, nos chama, a abandonar aquela cruz que nos apequena, que nos faz menor, principalmente, quando nos embriagamos com o veneno da vaidade e da dissimulação.
Faz-se necessário perdoarmos. Mas, perdoar não é representar o tolo, o bôbo, o ingenuo. Nada disso. Perdoar, é também, não fazer da esculhambação, um modelo de vida.
São as ações de Amor, e, Acolhida, que nos aproximam de Deus, e dos outros.
É a humildade, o simples, que nos torna mais belo, e não o CPF, este, só serve para selecionarmos como diferenciados, pelos saldos nas Contas Bancárias.
É o Amor que nos une. É o Amor que acolhe e gera.
A Vida, é uma dádiva Divina, sobre a qual, o Poder é do Criador.
O resto, são  Sepulcros adormecidos, admirando o umbigo.

... español

Con la Resurrección de JesuCristo, la Cruz y el Sepulcro, silenciaron.
Cristo, impuesta, la Muerte, una  derrota con tu Resurrección. Y con eso, nos hace una invitación a vivir, y, vivir intensamente.
Cristo, nos invita a abandonar las Cruces y  las Tumbas.
No la Cruz del Amor, de la Fraternidad ,del Acogemento, del  Perdón, de Compañerismo. Pero, la Cruz de Egoísmo, de la Maldad, de la Astucia, de la Calumnia, de la Blasfemia, de la Envidia, de la Desfachatez, en fin, nos llama a abandonar esa cruz que nos empequeñece, nos hace inferiores, principalmente, cuando nos embriagamos con el veneno de la vanidad y de disimulo.
Hacese necesidad de perdonar. Pero,  perdón no es representar el bobo, el tonto, , el ingenuo. Nada de eso. Perdonar, es también, no hacer de la esculhambação, un modelo de vida.
São acciones de Amor y Acogida, que nos aproxima de  Dios y de los demás.
Es la humildad, el  simple, que nos hace más bella, y no el CPF, esto sólo sirve para seleccionar cómo diferenciados  por los saldos en las Cuentas Bancarias.
Es el Amor que los une. Es el Amor que acoge y genera.
La Vida, es un Don Divino, sobre la cua, el Poder es del Creador..
El resto, son Tumbas adormecidas, admirando el ombligo.

...italy

Con la Risurrezione di Gesù Cristo, la Croce, e il Sepolcro tacere.
Cristo, imposto, la Morte, la sconfitta con la tua Risurrezione. E con questo, ci fa un invito a vivere, e di vivere, intensamente.
Cristo, ci invita ad abbandonare le Croci e il Sepolcro.
No Croce per Amore, Fratellanza, Bambini, Perdono, la Compagnia. Ma, la Croce di Egoismo, Touch of Evil, l'astuzia, la Calunnia, di Blasfemia, l'invidia, del Impudenza chiama, finalmente, ad abbandonare quella croce che ci sminuisce, ci rende più basso, soprattutto, quando ci embriagamos di veleno di vanità e di inganno.
È la necessità di perdonare. Ma, il perdono non rappresenta lo sciocco, lo sciocco, l'ingenuo. Niente del genere. Il perdono, non è anche fare esculhambação, un modello di vita.
So azioni  d'Amore, e Rifugio sicuro, che ci avvicinano a Dio e gli altri.
 's umiltà, semplice, che ci fa più bella, e non il CPF, questo serve solo per il modo in cui selezionare differenziati per i saldi di Conti Bancari.
's l'amore che li unisce. E 'l'Amore che riceve e genera.
Vita è un Dono Divino, in cui il potere è il Creatore.
Il resto, sono Sepolcro dormienti, ammirando l'ombelico.


quarta-feira, 27 de março de 2013

Crucifica-os ! Crucifica-os !

Texto de: José Maria Souza Costa.




É Tempo de Meditação.
Orações. Penitências. Arrependimentos. Esse, é o sentimento de alguns.
Outros não. Muitos teimam em continuar a crucificar a população mais carente.
Carentes, são aqueles, que os intelectuais emergentes, chamam de desiguais.
Cristo, foi pregado em uma Cruz.
No mundo inteiro, os Pilatos, disfarçados de Políticos, vão vitimando com os pregos da corrupção, os menos favorecidos.
Aqui no Brasil, os preferidos da patota politica, para à crucificação, são os Professores. É sobre eles, que as chibatas bailam em forma de cirandas. É contra estes, que os policiais avançam enfurecidos, com os seus coturnos, seus fuzis, suas baionetas, por que o mais belo na cena, é admirar o sangue  regojitar.
É o Estado, que patrocina a desconstrução da Educação. Os espinhos, são a falta ou o atraso, no salários desses profissionais. Em consequencia disso, eles não reciclam-se, não conseguem alimentar a sua família, perdem o autoestima, trocam de profissão, e, para o Governo, tudo isso é salutar, por que quanto menos a informação, melhor a manipulação, e os gemidos na Cruz do assistencialismo, não o deixa pedir perdão.
O algoz, surge sorridente. Baila, nos corredores palacianos, decolam entre ternos e gravatas famosas. Zombam, zombeteiam, escarnam da moral e os bons costumes, por que tem consciência que ao miserável, só lhe resta a súplica, em ter escolhido ser professor.
Os empurrões, a humilhação, o constrangimento, os ponta-pés, e assim, tudo segue em um rito silencioso, esperando o momento da queda.
O que escurece não é o céu, que no Brasil, parece de brigadeiro. Mas, a alma humana, o cérebro, a liberdade de expressão, os desejos, o direito de sonhar, e sonhar, querendo ser gente.
Não saberia aqui, desenhar a cor da túnica. Nem se ela surge rasgada. O dilacerado, aqui, é a dignidade humana. Ao que tudo indica, nem a túnica existe, afinal, é o estomago que esmola por um pedaço de pão, por que o espírito desfigura-se agonizante.
Não importa a bandeira. Ao Estado, o que interessa é a bandalheira. Não interessa o estudante, ao Estado, o que está em jogo é a manipulação, a mágica, os artifícios, a ilusão, a desfaçatez, ou, o estupro no saber.
Ao Estado, não interessa ao estudante pensar, por que pensando, ele difere o bem do mal.
Eles continuarão  a gritar: Crucificas-os ! Crucifica-os! E nós, os professores, continuaremos à lutar, tendo como única arma, um lápis e um pedaço de papel, por que sabemos que é pelo saber, pelo conhecimento, que restituímos a hombridade de uma categoria de trabalhadores
Crucificarão, mil e um, dos Professores. Mas, credes, o saber prevalecerá, por que os políticos, transvestidos de Pilatos, esses passarão ... , ...

................ españa

Es Tiempo de Meditación.
Oraciones. Penitencias. Arrepentimiento. Ese, es el sentimiento de algunos.
Otros no. Muchos insisten en seguir crucificando a la población  más carente.
Carentes, son aquellos que los intelectuales emergentes, llamam de desigual.
Cristo, fue clavado en una cruz.
En mundo inteiro
, el de Pilato, disfrazados de políticos, rutinariamente poner los clavos de la corrupción sobre los pobres.
Aquí, en Brasil, los preferidos de la patota politica para la crucifixión, son los Profesores. Es sobre  ellos, que las varas bailam en forma de  tamices. Es contra ellos, que los policiales avanzam enfurecidos con  sus botas, sus fusiles, sus  bayonetas, por que, el  más bellas de la escena, es admirar el sagre  regojitar.
Es el Estado,
que patrocina la deconstrucción de la Educación. Los espinas, son la falta o el retraso, en los salarios de estos profesionales. En  consecuencia de esto, no reciclarse, no puede alimentar a su familia, pierden su autoestima, cambio de profesión, y para al Gobierno, todo esto es saludable, por que quanto menos  la información, mejor la manipulación, y los gemidos en la Cruz de asistencialismo, no los dejas pedir perdón.
El
torturador,  emerge sonriendo. Baila, en corredores del palacios, despegue de traje y corbata famosos. Burlarse, zombeteiam, de la moral y de buenos costumes, por qué tiens  conscienzia que al miserables, so lhe queda la súplica, por escoger ser: Profesor.
El empujar
, la humillación, la vergüenza,  y  así, todo segue en un rito silencioso, esperando el momiento de la caída.
El qué
oscurece  no es el cielo, que en Brasil, parece de brigadier. Pero, el alma humana, el cerebro, la libertad de expresión, los deseos, el derecho a soñar, y soñar, querer ser gente.
N
o sabría aquí, dibuje el color de la túnica. No si ella aparece roto. El desgarro, aquí, es la dignidad humana. Al parecer, ni el manto existe, a fin de cuentas, es el estómago que pide un pedazo de pan, por que, el  espíritu desfigurase, agonizante.
No importa 
cual bandera. Al Estado, lo que importa es el bandalheira. No importa  el estudiante, al Estado, el que está en juego es la manipulación, la magia, trucos, ilusión, descaro, o, la violación del saber.
Al Estado, no importar el estudiante piensar,  por que piensando, elle diferencia el bién del mal.
Ellos continuaram a gritar:
Crucificas ellos! Cruciicas  ellos! Y nosotros, los Profesores, continuamos luchando, con la única arma, un lápiz y un trozo de papel, por que sabemos que pelo saber, y, pelo  conocimiento que restituímos la hombría de una categoría de trabajadores .
Crucificar, mil uno, del Profesores. Pero, creo, el saber prevalecerá, por qué los políticos, transvestidos de Pilato, eses pasaron ... , ...


...........italy

Il Tempo Meditazione.
Preghiere. Penitenze. Si rammarica. Questa è la sensazione di un po 'di.
Altri non lo fanno.
Molti insistono nel continuare a crocifiggere la popolazione povera. Needy, sono quelli che gli intellettuali emergenti, chiamare ineguale.
Cristo, fu inchiodato ad una croce.
L
ivello mondiale, la Pilato, travestiti da politici, saranno regolarmente mettendo le unghie di corruzione sui poveri.
Qui in Brasile, la politica preferita patota alla crocifissione, sono gli Insegnanti. E 'su di loro, che fruste danzavano a forma di setacci. E 'contro queste che la mossa della polizia infuriato con gli stivali, fucili, baionette, per la più bella scena, non c'è da stupirsi che l'regojitar sangue.
Il lo Stato che sponsorizza la decostruzione della Pubblica Istruzione. Le spine, sono di default,o il ritardo negli stipendi di questi Professionisti. In conseguenza di ciò, non si è riciclare, non può alimentare la vostra famiglia, perdono la loro autostima, cambiamento di professione, e al Governo, tutto questo è salutare, perché le informazioni meno, migliore maneggevolezza, e il gemito Cruz in assistenzialismo, consente di non chiedere scusa.
A
guzzino Ciò che emerge sorridente. Baila, corridoi di palazzo, decollare da giacca e cravatta famosi. Schernire, zombeteiam, escarnam morale e la morale, perché è consapevole che i miserabili, deve supplica, nella scelta di fare l'insegnante.
Jerks, l'umiliazione, l'imbarazzo, la punta le dita dei piedi, e quindi tutti i segue in un silenzioso rito, in attesa di cadere. Scurisce Ciò che non è il cielo, che in Brasile, sembra brigadiere. Ma, l'animo umano, il cervello, la libertà di espressione, i desideri, il diritto di sognare, e il sogno, volendo essere noi.
N
on conosci, disegnare il colore del manto. Non se lei appare lacerata. Il strappata qui è la dignità umana. A quanto pare, né la veste è, dopo tutto, è lo stomaco che implora per un pezzo di pane, per il quale deturpa lo spirito sta morendo. Qualunque sia la bandiera. Lo Stato, quello che conta è il bandalheira. Non importa lo studente, allo Stato, ciò che è in gioco è la manipolazione, magia, trucchi, illusioni, impudenza, o lo stupro che sanno. lo stato, non importa il pensiero degli studenti, chiedendosi perché varia tra il bene e il male.
C
ontinuano a gridare: Crucificas loro! Crocifiggere loro! E noi, gli insegnanti, continueremo a combattere, con l'unica arma, una matita e un foglio di carta, di cui conosciamo è la conoscenza, la consapevolezza che restituímos la virilità di una categoria di lavoratori.
C
rocifiggere, mille e uno, il Insegnanti. Ma, credo, conoscendo prevalere, perché i politici, transvestidos Pilato, questi passati ... , ...

sexta-feira, 22 de março de 2013

Arauto das águas.

Texto de: Rafael Belo.



A chuva escorria pelo rosto da noite, e chovia pelas ruas vazias feito filetes de rios, cruzando a pororoca da impermeabilidade do asfalto.

As águas trovejavam em um crescente posto, em um açoite no descaso do silêncio das almas aladas presas aos corpos por fortes fios, oferecendo o prolongar da corenteza na previsibilidade do arauto.

O som, vinha arrastando gente cansada de cansar, e aos poucos, foi-se, com chuva calorosa repentina rasgando o rosto da noite, e com brios, estalando no pavimento quente no ritmo cadente da preparação de um salto a cantar seu canto, em pranto do alto dos cios descansadas...

No fio da foice.

................ español.

 La lluvia le corría por la cara de la noche, y llovía por las calles vacías hechas filetes de ríos, atravesando el agujero de asfalto impermeable.

Las 
aguas tronavam en una crecente oficina, en un azote en silencio de las almas aladas presas a los cuerpos por fuertes cables, dedicando el prolongar dela corenteza em previsibilidad  del herald.

El sonido, vienha arrastando gente cansada  del cansar, y los pocos, se fue, con lluvia cálida repentino rasgando el rostro de la noche, y con orgullo, estallando en el pavimento caliente en ritmo de la preparación de un salto a cantar su canción, llanto del alto  del celo descansadas ...

En hilo del la falci.


............... italy

Pioggia colava lungo il viso durante la notte, e ha piovuto per le strade vuote in filetti di fiumi, attraversando il foro di asfalto impermeabilizzante.

Acque tuonò in un ufficio sempre in una frusta nel silenzio delle anime indifferenza alati collegata ai corpi da fili forti, estendere l'offerta di prevedibilità corenteza herald.


Suono, era stanco di trascinare la gente stanca, e lentamente se ne andò, con la pioggia calda strappo improvviso il volto di notte, e con orgoglio, popping sul pavimento caldo in ritmo le riprese della preparazione di un salto a cantare, la sua canzone in cima lutto ness riposato ...

In filo di falce.

**
Rafael Belo, é autor do blogue:

http://olharesdoavesso.blogspot.com

domingo, 17 de março de 2013

Leituras





Poema de: Adenildo Bezerra.



Leituras, para quê ?
- Para aprender, conhecer, viajar,
Deleitar-se,
E melhor viver.

Leituras de palavras,
Leituras do contexto,
Leituras de mundos, do meu coração vagabundo.
Leituras da sua fisionomia, do seu gesto,
E quando não leio, não presto.

Leituras, das estruturas  sociais,
Que despreza as virtudes e pouco tem atitudes;
Que é relativista, momentânea, capitalista.

Leituras pra quê ?
Para libertar, transformar.

Leituras teóricas, acadêmicas, populares,
Que animam, ensinam,
Que deve estar nos lares.
Se há leituras...,
Há saberes, dizeres, e, ouvidos atentos.
Existem ações, e, criamos talentos.

* Professor, e autor do site:
www.adenildobezerra.com

quinta-feira, 14 de março de 2013

Hora da Misericórdia - Stato di Pietà

Texto de: José María Souza Costa.
   


 
Para onde está o olhar da Igreja Católica Romana, quando elege o Cardeal, Bergoglio, ao posto de Bispo de Roma ?
" Os meus irmãos, foram me buscar no fim do mundo" - disse, à multidão.
A Igreja Católica, clama mesmo por transformações ?
Terá o Bispo de Roma, condições de enfrentar a Cúria Romana, "uma organizada",  regida pela batuta da corrupção, pelos escândalos de pedofilia, pelas negociatas, enfim, por uma sucessão de fatos que nada tem haver com a Igreja de Cristo ?
Mas, responderão os sociólogos e filósofos de oportunidades:
- A Igreja é constituida de homens,  - e por que cara pálida, esses mesmos homens não podem serem probos, honrados, íntegros, em vez de plantar um moralismo, aonde o limite é a batina ?
É verdade, que o Cardeal Ratzinger, com a sua renúncia, e ao jogar no lixo o dogma da infalibilidade, está enviando aos católicos, a mensagem de que, para tudo existe um limite.
Com a eleição do Cardeal Bergoglio, o conservadorismo sisudo europeu foi derrotado, a tradição do Bispo de Roma, ser genuinamente um italiano, está  a cada Conclave ficando para trás. E neste momento, a mídia apresenta um teólogo, um jesuíta, um homem despojado dos castelos, dos ornamentos e do reluzir do egocentrismo. Mas, não esqueçamos, o Cardeal Bergoglio, é um intelectual  conservador. Então, o que mudou, perguntarão.
" Na Argentina, não foram só aplausos, houve manifestação de repúdio, até por que desde que o jornalista, Horácio Verbitsky, escreveu o livro " El Silencio", segundo ele, testemunhos de vítimas do regime indicavam que, em 1976, Bergoglio, então chefe da Congregação Jesuíta na Argentina, teria retirado a proteção a dois sacerdotes de sua ordem que realizavam tarefas sociais em bairros pobres de Buenos Aires.
Os dois religiosos - Orlando Yorio e Francisco Jalics- foram detidos em 1976 e ficaram presos por cinco meses na Escola Mecânica da Marinha, local conhecido por ter sido um dos principais centros de tortura durante a ditadura argentina.
Bergoglio posteriormente rechaçou as acusações. "Fiz o que podia, com a idade que tinha e os poucos relacionamentos com que contava, para advogar por pessoas sequestradas", disse. Ele afirmou que não havia respondido às acusações imediatamente para "não fazer o jogo de ninguém, não porque tivesse algo a ocultar".
O cardeal também foi chamado como testemunha em processos relacionados à ditadura, como o caso do desaparecimento de uma mulher grávida, filha de uma das Cofundadoras da Organização Avós da Praça de Maio, ou o sequestro e assassinato de um padre francês na província de La Rioja, em 1976."
Na verdade, nesta ciranda de pensamentos, sabemos que a Ditadura Argentina, foi tão voraz quanto a Brasileira. E não podemos esquecermos que aqui, no Brasil, tivemos o Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, Dom Helder Câmara, Dom Aloísio Lorscheider, entre outros tantos, que não silenciaram ante os fascínoras fardados. E a História, dirá  de que lado ficou o hoje Bispo de Roma.
Não sei se nesta ciranda da fé, a Igreja está a pedir misericórdia, ou está, em estado de misericódia.
 

................................................................

Dónde está la mirada de la Iglesia Católica Romana, cuando elige el Cardenal, Bergoglio, para el cargo de obispo de Roma ?
"Mis hermanos, he estado buscando en el fin del mundo "- dijo a la multitud.
La Iglesia católica, clama por transformación ?
¿El Obispo de Roma, es capaz de hacer frente a la Curia Romana, "un organizado", que se rige por la batuta de la corrupción, los escándalos de pedofilia, por negociación, finalmente, por una sucesión de acontecimientos que no tiene nada que ver con la Iglesia de Cristo?
Pero, responderon los sociólogos y filósofos de oportunidad:
- La iglesia se compone de hombres - y por que cara pálida, esos mismos hombres no pueden ser vertical, honorable, justo, en lugar de plantar un moralismo, donde el límite es la sotana ?
Es cierto, que el cardenal Ratzinger, con su renuncia, y al julgar en basura, el dogma de la infalibilidad, están enviando los católicos, el mensaje que para todo hay un límite.
Con la elección del Cardenal Bergoglio, el conservadurismo circunspecto europeo fue derrotado, la tradición del obispo de Roma, tenga realmente un italiano, cada Cónclave se está quedando atrás. Y esta vez, los medios presentan un teólogo, un jesuita, un hombre despojado de castillos, adornos y brillos de egocentrismo. Pero, no lo olvidemos, el Cardenal Bergoglio, es un intelectual conservador .Entonces, el qué cambiou, pregunte.
"En la Argentina, sólo hubo aplausos, hubo manifestación de repudio, incluso desde que el periodista, Horacio Verbitsky, escribió el libro" El Silencio ", dijo testimonios de las víctimas del régimen indicado que en 1976, Bergoglio, entonces jefe de la Congregación de los jesuitas en Argentina ha quitado la protección de los dos sacerdotes de su orden sostuvo que las tareas sociales en los barrios pobres de Buenos Aires.
Ambos religiosos - Orlando Yorio y Francisco Jalics-fueron arrestados en 1976, y fueron encarcelado durante cinco meses en la Escuela de Mecánica de la Armada, un lugar conocido por ser uno de los principales centros de tortura durante la dictadura argentina.
Bergoglio, posteriormente rechazó las acusaciones. "Hice lo que pude, con su edad y con pocas relaciones que contaba, para abogar por los secuestrados ", dijo. Dijo que no había respondido a las acusaciones de inmediato a" hacer el juego a nadie, no porque tuviera algo que ocultar ".
El Cardenal, también fue llamado como testigo en los procesos relativos a la dictadura como es el caso de la desaparición de una mujer embarazada, la hija de uno de Abuelas Organización Cofundadoras de Plaza de Mayo, o el secuestro y asesinato de un sacerdote francés en la provincia de La Rioja en 1976. "
En realidad, este torbellino de pensamientos, sabemos que la Dictadura Argentina era tan voraz como el Brasileño. Y no podemos olvidar que aquí, en Brasil, tuvo el Cardenal Dom Paulo Evaristo Arns, Dom Helder Camara, Dom  Aloisio Lorscheider, entre muchos otros, no callar ante los fascínoras uniformados. Y la historia dirá de qué lado estaba el obispo de Roma en la actualidad.
No estoy seguro de que este tamiz de la fe, la Iglesia está pidiendo misericordia, o se encuentra en estado de misericordia.

 

........................................................................

Dove è lo sguardo della Chiesa cattolica romana, quando elegge il cardinale Bergoglio, al posto di Vescovo di Roma
"Fratelli miei, ho cercato alla fine del mondo "- ha detto alla folla.
Chiesa cattolica, anche grida di cambiamento?
Ha il Vescovo di Roma, in grado di far fronte alla Curia romana, "in modo organizzato", disciplinato dalla bacchetta di corruzione, gli scandali di pedofilia, da contrattazione, infine, da una successione di eventi che non ha nulla a che fare con la Chiesa di Cristo?
Ma rispondo sociologi e filosofi  alle opportunità:
- La chiesa è composta da uomini - e da quel volto pallido, quegli uomini stessi non possono essere in posizione verticale, onorevole, in posizione verticale, invece di piantare un moralismo, dove il limite è la tonaca?
Vero, che il cardinale Ratzinger, con le sue dimissioni, e buttare via il dogma dell'infallibilità, i cattolici sono l'invio del messaggio che ci sia un limite a tutto.
Con l'elezione del cardinale Bergoglio, austero conservatorismo europeo è stato sconfitto, la tradizione del Vescovo di Roma, essere veramente un italiano, ogni Conclave è in ritardo. E questa volta, i media presenta un teologo, un gesuita, un uomo privo di castelli, ornamenti e glitter di egocentrismo. Ma, non dimentichiamolo, il cardinale Bergoglio, è un intellettuale conservatore. Quindi, che cosa è cambiato, chiedete.
"In Argentina, ci sono stati solo applausi, c'era la dimostrazione di ripudio, anche che, poiché il giornalista Horacio Verbitsky, ha scritto il libro" El Silencio ", ha detto testimonianze di vittime del regime indicato che nel 1976, Bergoglio, allora capo della Congregazione dei Gesuiti in Argentina hanno rimosso la protezione i due sacerdoti del suo ordine statuito che i compiti sociali nei quartieri poveri di Buenos Aires.
Sia religiose - Orlando Yorio e Francisco Jalics-sono stati arrestati nel 1976 e sono stati incarcerati per cinque mesi nella Scuola di Meccanica della Marina, un luogo noto per essere uno dei principali centri di tortura durante la dittatura argentina.
Bergoglio successivamente respinto le accuse. "Ho fatto quello che ho potuto, con la sua età e le relazioni con i pochi che contava, a sostenere per le persone rapite ", ha detto. ha detto che non aveva risposto alle accuse immediatamente di" fare il gioco nessuno, non perché aveva qualcosa da nascondere. "
Il Cardinale è stato anche chiamato a testimoniare in un procedimento in materia di dittatura come nel caso della scomparsa di una donna incinta, la figlia di una delle Nonne Organizzazione Cofundadoras di Plaza de Mayo, o il rapimento e l'assassinio di un prete francese in provincia di La Rioja nel 1976. "
In realtà, questo vortice di pensieri sappiamo che la dittatura argentina era vorace come il brasiliano. E non possiamo dimenticare che qui in Brasile, ha avuto il cardinale Dom Paulo Evaristo Arns, Dom Helder Camara, Dom Aloisio Lorscheider, tra molti altri, non tacere davanti ai fascínoras Uniformed. E la storia dirà da che parte era il Vescovo di Roma oggi.
Non sono sicuro che questo vaglio della fede, la Chiesa sta chiedendo pietà, o si trova in uno stato di pietà.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulher. Mulheres


    Texto de: José Maria Souza Costa.

    

O ano era de 1857, a data era 08 de março, quando operárias de uma fabrica de tecidos, em Nova Iorque - USA, levantaram-se em greve. Ocuparam todas as dependências, e, iniciaram um processo de reivindicações, entre elas:  a redução na jornada de trabalho.
Naquele tempo, elas trabalhavam 16 hora-dia, e, exigiam uma carga de 10 horas, e uma equiparação salarial igual à dos homens.
A manifestação foi reprimida com violência, elas foram trancafiadas dentro da fábrica, e com elas ali, encendiada.
A história berra, que, aproximadamente 130 tecelãs, morreram carbonizadas.
Mas, em 1910, durante uma Conferência na Dinamarca, ficou decidido que a data  08 de Março, passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, em homenagem àquelas tecelãs, que foram carbonizadas em 1857. Mas, somente em 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU ( Organização das Nações Unidas ).
A História, ao longo do tempo, não fecha as páginas ao reconhecimento para mulheres, que ajudaram a mudar a Humanidade. Personalidades como: Maria, Mãe de Jesus. Cleópatra, a última Rainha da Dinastia Ptolomaica. Joana D'arc. Rainha Vitória. Anita Garibaldi. Princesa Isabel. Marie Curie, cientista Polonesa. Madre Teresa de Calcutá. Irmã Dulce. Indira Gandhi, e tantas e tantas outras, que ao longo do tempo escrevem com dignidade e bravura, a História feminina.
Mas, voltemos o olhar para o dia de hoje.
Como são tratadas as nossas mulheres ?
 - Violentadas, estupradas em seus direitos, esquartejadas em seus desejos, ...enfim...
Responderia -te, qualquer um, que não esteja chegando de Marte ou Saturno, neste momento.
Bruno,  goleiro do Flamengo - equipe de futebol do Estado do Rio de Janeiro - teve um caso com a cidadã, Eliza Samudio, com ela, gerou uma criança, entendeu esse senhor, que devido a cama ter ficado pequena para os dois, patrocinou  a morte da mulher. Sequestrou-a, entregou a um policial que a estrangulou, esquartejou e atirou os restos da moça, para cães. Esta desgraça, aconteceu aqui, no Brasil. E, a justiça brasileira condenou este " pulha desclassificado" , apenas à 22 anos de cadeia. Um colosso, para esse assassino frio, calculista e cruel.
É uma data, em que, não sei se as mulheres tem alguma coisa à comemorar, ou as tem mesmo, é uma cartilha de reivindicações.  Elas continuam sendo descriminadas no Mercado de Trabalho. Continuam ganhando menos que os homens. Continuam com uma carga da trabalho superior aos dos homens.
São elas, que dedicam-se a maior parte do seu tempo, na educação dos filhos, muitas, são verdadeiras chefes de famílias, e mais, são as que menos embriagam-se, com uma desgraça, que chamamos de preconceito.
Para todas as mulheres do mundo, em especial para a dona Maria Sousa Costa, que encontra-se no andar de cima, o meu reconhecimento de dedicação e bravura. Abraços.
........................................................


Corría el año 1857, la fecha fue el 08 de marzo, cuando los trabajadores de una fábrica de telas en Nueva York - EE.UU., se levantó la huelga. Ocuparon todas las dependencias, e inició un proceso de reclamación, incluyendo:. Una reducción de las horas de trabajo
En ese tiempo, trabajaba 16 horas al día, y exigió una carga de 10 horas, y la paridad de salarios iguales a los hombres .
La manifestación fue reprimida violentamente, fueron encerrados en el interior de la fábrica, y con ellos allí, encendiada.
Berra la Historia, que, a unos 130 tejedores, murió carbonizada.
Pero en 1910, durante una conferencia en Dinamarca, se decidió que el fecha 8 de marzo, se convertiría en el Día Internacional de la Mujer, en honor a los tejedores que fueron quemados en 1857. Pero sólo en 1975, a través de un decreto, la fecha en que se hizo oficial por las Naciones Unidas (ONU).
La Historia, con el tiempo, no cierra las páginas para el reconocimiento de las mujeres que ayudaron a la humanidad el cambio. Personalidades como: María, Madre de Jesús. Cleopatra, la última Reina de la Dinastía Ptolemaica. Juana de Arco. Queen Victoria. Anita Garibaldi. Princesa Isabel. Marie Curie, científica polaca. Madre Teresa de Calcuta. Hermana Dulce. Indira Gandhi y tantos otros que con el tiempo escribir con dignidad y valentía, la historia de las mujeres
, pero echemos un vistazo a la jornada.
¿Cómo nuestras mujeres son tratadas?
 - Violada, violada en sus derechos, esquatejadas en sus deseos, ... bueno ...
Te respondería, cualquier persona que no viene de Marte o Saturno en este momento.
Bruno, portero del Flamengo - El equipo de fútbol en el estado de Río de Janeiro - tuvo un romance con el ciudadano, Eliza Samudio, con ella, el padre de un niño, usted entiende esto, porque han sido una pequeña cama para dos personas, patrocinado muerte de la mujer. Secuestrado ella, se la entregó a un oficial de policía que estranguló, descuartizado y arrojado los restos de la chica, para los perros. Esta desgracia ocurrió aquí en Brasil. Y la justicia brasileña condenó este "Creep descalificado", sólo a 22 años de prisión. Un coloso para este asesino frío, calculador y cruel.
Es una fecha, que no saben si las mujeres tienen algo que celebrar, o incluso tener, es una imprimación de las reclamaciones. Ellos siguen siendo discriminadas en el mercado laboral. Siguen ganando menos que los hombres. Continuar con una carga de trabajo más que los hombres.
Son ellos, que dedicó la mayor parte de su tiempo en la educación de los niños, muchos de ellos son los verdaderos jefes de familia, y más, son los que menos embriagram con una vergüenza que llamamos prejuicios.
A todas las mujeres del mundo, especialmente a la señorita Maria Sousa Costa, arriba miento, y mi reconocimiento a la dedicación y valentía.
Abrazos.

......................................................


The year was 1857, the date was March 08, when workers from a factory of fabrics in New York - USA, rose on strike. They occupied all dependencies, and initiated a claims process, including: a reduction in working hours.

At that time, they worked 16 hours day, and demanded a load of 10 hours, and wage parity equal to men .
A demonstration was violently repressed, they were locked up inside the factory, and with them there, encendiada.
Berra The story, which, about 130 weavers, died charred.
But in 1910, during a conference in Denmark, it was decided that the date March 8, would become the International Women's Day, in honor of those weavers who were charred in 1857.
But only in 1975, through a decree, the date was made official by the UN (United Nations).

History, over time, does not close the pages to recognition for women who helped change humanity. Personalities such as: Mary, Mother of Jesus. Cleopatra, the last queen of the Ptolemaic Dynasty. Joan of Arc. Queen Victoria. Anita Garibaldi. Princesa Isabel. Marie Curie, Polish scientist. Mother Teresa of Calcutta. Sister Dulce. Indira Gandhi, and so many others that over time write with dignity and bravery, the history of women.
But let us look to the day.
How our women are treated?
 - Raped, raped in their rights, esquatejadas in their desires, ... well ...
You would respond, anyone who is not coming from Mars or Saturn at this time.
Bruno, Flamengo goalkeeper - soccer team in the state of Rio de Janeiro - had an affair with the citizen, Eliza Samudio, with her, fathered a child, you understand this, because they have been a small bed for two, sponsored the woman's death. Kidnapped her, handed it to a police officer who strangled, quartered and tossed the remains of the girl, for dogs. This misfortune happened here in Brazil. And the Brazilian justice condemned this "creep disqualified," only to 22 years in prison. A colossus for this killer cold, calculating and cruel.
's a date, they do not know if women have something to celebrate, or even have, is a primer of claims. They are still being discriminated in the Labor Market. Continue to earn less than men. Continue with a load of work more than men.
they are that dedicated most of his time in children's education, many are true heads of families, and more, are the least embriagram up with a disgrace we call prejudice.
To all women of the world, especially to Miss, Maria Sousa Costa, lying upstairs, my recognition of dedication and bravery.
 Hugs.
           

segunda-feira, 4 de março de 2013

As pegadas do pensamento.

  
    Texto de: José María Souza Costa
    
   
Mudar ?
Faz parte da evolução da vaidade. Felizes, os que encontram a trilha da sensatez, sem que haja a necessidade de derramar-se em  lágrimas. Tudo tem um ciclo. A infância, a adolescencia, a idade adulta, enfim, os amores, os casos de amores, e, assim os passos avançam, o caminhar vai tornando-se mais longo, ainda que, os passos, façam-se mais curtos, isso não inibe as pegadas. Se as mudanças, nunca explicarão a fragilidade da alma, o que explica ? Se o vento sopra, e ao soprar, não consegue rodopiar, e, seguir em direção da colina, como erguer-se a cabeça, e levantar, na direção da felicidade ? Não sei se teremos que dançar com a vida como ela apresenta-se, melhor neste momento de excitação, de dúvida, não seria encostar em um canto da tenda, observar o salão, ouvi em que semi-breve, está exposto os acordes, respirar mais leve, com mais paciência, ai sim, convidar o outro, ou a outra, à bailar ? Não refutar, não ter medo, ser cauteloso, não quer dizer, que não precisa-se avançar, conquistar, enamorar-se com as tietagens. Nesse eterno tecer de vida, a própria vida lhe convida para as marolas dos prazeres, não podemos fugir, ou, negar-se a isso. Dançar, é uma arte. Mudar, transformar-se, é uma opção. Deixar-se agarrar, é uma comunhão de sentimentos. E, nessa comunhão, haverá sempre, a arguição  do desejo. "Quer, namorar comigo ?" .
Nem as pegadas do tempo, nem as formas de desejos, lhes responderão. E sim, os caminhos do coração, que se deixam derramar, entre a Alma, e, a Sedução.

.............. ( español )
Cambiar?
Hace parte de la evolución de la vanidad. Dichosos, los que encuentran la senda dela sensatez ,sin la necesidad de derramarse en lágrimas. Todo tiene un ciclo. Infancia, adolescencia, edad adulta, finalmente, los amores, los casos del amores, y, asi los pasos avanzan, el caminar  será más largo, sin embargo, los pasos, hacen mas cortos isso no inhibe las huelas. Si los cambios, no explican la debilidad del alma, lo que explica? Si el viento sopla, y al soplar, no consegue girar y, seguí  en direción de la  colina, como erguerse la  cabeza, y levantar, en direción de la  felicidad ? No sé si tenemos que bailar con la vida como ella presentase, mejor neste momento de emoción,de duda,  no seraia  arrimar en un rincón de la tienda, mirando la sala, oí que las cuerdas semi-síntesis, se expone, respirando más suave, con más paciencia, oh sí, invitar a la otra o el otro, a bailar ? No refutar, a no tener miedo, ser prudente,  no decir, que no precisase  avanzar, conquistar, enamorándose con las tietagens. Nesse eterno tejer de la vida, la própria vida le invita para  las ondas de placer, no podemos escapar, o, negarse a isso. Bailar es una arte. Cambiar, transformarse, es una opción.  Dejarse agarrar, es unaa comunión de sentimientos. Y, essa comunión, haberá  siempre, la argumentación del deseo. " Quires, enamorarse comigo " ?
Ni las huellas del tiempo, ni las formas de deseos, le responderon. Y sí, los caminos del corazón, que  se dejan derramar, entre la  Alma, y , la Seducción.


................. ( italy )
Cambiare?
's parte dell'evoluzione della vanità. Beati, quelli che trovano la via della saggezza, senza la necessità di versare  in lacrime. Ogni cosa ha un ciclo. Infanzia, adolescenza, età adulta, infine, amore, casi i amorei, e quindi avanzare i passi, il cammino sarà più lungo, però, passi, make up più breve, non è così inibisce le impronte. Se le modifiche non, spiegano la debolezza dell'anima, che spiega ? Se il vento soffia, e soffia, non girare e spostare verso la collina, e alza la testa, e sollevare verso la felicità ? Non so se dovremo ballare con la vita così come si presenta, questa miglior momento di eccitazione, naturalmente, non avrebbe toccato un angolo della tenda, guardando la sala, ho sentito che gli accordi semi-breve, è esposto, respirando più leggero, più pazienza, oh sì, invitare l'altro o l'altra, a ballare ? Non confutare, non avere paura, essere cauti, per non dire, non c'è bisogno di avanzare, conquistare, innamorandosi di tietagens. In quella vita eterna trama della vita, si invita a le increspature di piacere, non si può sfuggire o negare ad esso. La danza è un'arte. Cambiareo, divenire, è un'opzione. Lasciate che si, aggrappano è una comunione di sentimenti. E, questa comunione, c'è sempre il desiderio della denuncia. "Se, me oggi?" .
Né le impronte del tempo, né le forme di desideri, essi rispondono. E sì, le vie del cuore, che lascia capannone, tra l'Anima e la Seduzione.