Seguidores

Translate

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

GRANDES QUESTÕES


Do admirado
Dr. Hilton Mendonça

Qual o metro da minha importância?
Estou mesmo além do gari?
Pra quê cumprimentar o mendigo?
Se autoridade sou,
Devo eu dar uma passada na feira?
E se algum mortal me chamar de tu
No meio da rua?
O pavão é meu vassalo
Ou sou eu o próprio pavão?
Meu superego deve aguardar a vez dele
Nas filas da vida?
Eu, namorar ou casar com uma neguinha?
E se eu mesmo tiver que trocar
O pneu do meu carro em via pública?
Voltar pra casa de ônibus!?...
Ter de limpar o bumbum
Do meu próprio filho?
Isso não vai me humilhar,
Corroer a minha enorme importância?
Esse meu cérebro anda cheio de onda...
E merece uma onda de choque
Que o faça sentir três coisas:
Amargar uma baita pindaíba;
Enterrar precocemente um amor,
Ficar seriamente doente.

(E já não estar?).


Hilton Mendonça

* Maranhense da Cidade de Arari - Maranhão
* Advogado
* Membro da Academia Arariense de Letras.
* autor do site  http://www.hiltonmendoca.adv.br
* Meu Eterno colega de Classe, na fase Ginasial, a melhor de quem estuda.
* É aquele que visita e liga (telefona), aos amigos, colegas, etc. etc.
* Gosta de um pássaro que conhecemos por " curió "
* Amigo do notável SABER.


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O MEC, E SUAS PATAQUADAS


E de repente o MEC anuncia que deve  autorizar " A  não mais  Reprovação de Alunos do Ensino Fundamental". Apenas para lembrar, que em São Paulo, já existe a enfadonha, e dissimulada Aprovação Continuada. Empurra-se para o período seguinte, quem não sabe nem ler, e nem escrever, tal qual, empurra-se faca em melancia em feira livre, e dessa maneira, vai-se fantasiando e, iludindo a vida intelectual infanto-juvenil.

Nesse Carrocel de Anarquia, o Estado finge fornecer Escolas, e tantos outros fingem, estarem aprendendo alguma coisa.
Com essa rima tresloucada de desfaçatez, doutora-se a esculhambação, e pós-gradua-se, a ignorância, afinal o que interessa, é fomentar e produzir apedeutas.

 Pergunta-se:
A quem interessa, esse bizarrismo bestialógico pedagogianeiro desacelerado, que mais parece um derrame fecal aberrante, destilado em intestinos revoltados com acelerações precoce ?

O Ensino Fundamental é a base, é a raiz do saber. É o principio, é o inicio de uma vida escolar plena.
O que o MEC faz, é único, e exclusivamente patrocinar a esculhambação.
No ano de 2010, o MEC anunciou, que poderia tornar obrigatório, em Escolas Publicas, como meninos e meninas, usariam preservativos. Isto, para alunos do Ensino Fundamental.
Inocentemente, fiquei a imaginar a chamada aula prática, os meninos e meninas em fila, com seus pênis duros , seus menstruos expostos, diante daquela senhora, a qual eles a chamam de tia, arregaçando os seus membros genitais eretos, para que está lhes enfiasse as camisinhas, também fornecidas pelo MEC.

É isso ?

Esses apedeutas politiqueiros, que caem como palpiteiros no MEC, deveriam preocupar-se era com o ensino da: Fonologia, da Morfologia, com a Sintaxe, com a Arte e com a Linguagem Literária, com o Barroco, com o Arcadismo em Portugal e no Brasil, com a Prosa Poética Portuguesa e Brasileira, com a Revolução Artística, do inicio do século 20, com o Modernismo e o Pós Modernismo.

E se ainda assim, esses politiqueiros não entenderem nada de gramática, que ao menos exigissem das Escolas Publicas, que seus alunos leem:

Maria Tereza Horta, Flobella Espanca, Fernando Pessoa, Camões, Eça de Queiroz, Camilo Castelo Branco, Pablo Neruda, Antônio Gonçalves Dias, Castro Alves, Josué Montello, Cecilia Meirelles, Jorge Amado, Erico Veríssimo, Machado de Assis, Aluízio Azevedo, Guimarães Rosa, e tantos outros.

Que incentivem as Escolas Publicas, a fazerem os seus alunos a ouvirem: Tom Jobim, Villa Lobos, Cartola, Chico Buarque de Hollanda, Iva Lins, a família Caymmy, Elis Regina, Edu Lobo, Lupicínio Rodrigues, Pixinguinha, João do Vale, Dominguinhos, Luís Vieira, Antônio Nóbrega, enfim, poderia expor aqui uma infinidades de celebridades, que contribui e, contribuiu com o explendor do nível intelectual brasileiro.

Que cesse esse besteirol, por que os únicos prejudicados na ponta dessa corda " puída" são as nossas crianças.
Por que o MEC, não emite e, envia essas normas  bêbadas, ao Cartel das Escolas Particulares ?

Lembram quando o mesmo MEC, recomendou às Escolas Publicas, a proibição de uma obra do escritor Monteiro Lobato ( As Caçadas de Pedrinho ) ?

Mas, vale para eles, colarem nos cadernos de língua portuguesa, do Ensino Médio, ao menos aqui em São Paulo, a letra da musica  " Caviar ", gravada pelo Zeca Pagodinho. Nada contra a música, ou os autores do texto musical. Mas, tudo a favor do bom ensino, e do saber. Apenas, e tão somente isso.

Por que essa patota de hebefrênicos, não postam-se a  rezar, ou a orar, ou não aproveitam o carnaval e, montam um bloco de tolos, e afogam-se todos abraçados, e fingem-se encantarem no fundo, do Lago Paranoá ?

Não sou favorável que reprovem-se alunos. Sou favorável, que o aluno só deva seguir ao estágio seguinte, se os seus conhecimentos técnicos e intelectuais provarem essa aptidão, e sem favores miúdos de uns e outros. Senão o resultado dessa soma, é o que encontro nas Universidades, hoje. Quando das provas, as notas são: ( 1.5), ( 2 ), ( 3.5 ) ( 1 ), e a consequencia é aquela que a imprensa publica. Uma enorme evasão Universitária, ainda que a Universidade seja particular, até por que existem alunos, que possui uma preguiça mental desgraçada.

Portanto, cuidemos desse pessoal infanto juvenil hoje, para que no amanhã, tenhamos homens e mulheres qualificados, e não precisem das pataquadas do MEC.

Não causará nenhuma surpresa a mim, se daqui a mais alguns anos o MEC, montar em praças, ruas, avenidas e outros logadouros, estandes camelonicas com a placa: " AQUI VENDE-SE HISTORICOS, DIPLOMAS E CERTIFICADOS ESCOLARES".

Isso mesmo, essa coisa horripilante, que já existe no mercado da desfaçatez, que as autoridades olham com o rabo do olho, e fingem não saber que existe, em uma pachorra, pachorrenta conveniencia desplugada da moral e dos bons costumes.
Pai... afastai de nós,esse cálice.

... escreveu José Maria Souza Costa

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A TUITADA QUE INCOMODOU SARNEY





Uma servidora que prestava serviços ao Supremo Tribunal Federal, depois de assistir a emocionante entrevista coletiva de despedida, do ex jogador de futebol profissional Ronaldo Nazário, o fenômeno, ex EC Corinthians Paulista, sensibilizada, sentiu-se no direito, como cidadã brasileira, indagar via micro blogue (tuiter), quando o Senador e Presidente do Senado Federal José Sarney, penduraria também as chuteiras.
A tuitada da servidora, causou arrepiadas no STF.

Na rede então, foi um alvoroço. alguns com as suas azias intrepretativas, outros com os seus cueiros bordados de borras emocionais, e muitos outros tantos, com o seu zombeteio zelote, aguçado e criativo.

A tuitada da servidora, obrigou o Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Peluzzo,a emitir uma nota com pedido de desculpas ao Senador. Além, desta forçar o citado Senador, a sair do seu casulo em maribondos de fogo, e gravar ainda que de forma amadora e descontraída, um depoimento em que diz-se honrado em ser comparado com o Ronaldo, o fenômeno.

Se bem que o Senador está mais para Anwar Sadat, Somoza, Mubarak, Fidel. Ele, e essa patota, jamais  chegará a um Ronaldo Nazário. Por que enquanto um é humanista, o  outro é de : Ridicularizar.
Muito faceiramente o Senador disse perdoar e desculpar a servidora, que   neste momento como sabemos, ganhou de presente o " o olho da rua ".
Mas, tem uma pergunta que não quer calar.

Qual será o crime que imputarão, a esta servidora ?
Ela cometera de verdade um crime, ao interrogar publicamente o Senador, via micro blogue( tuiter) ?

Se cometera, será que fora mais grave, que o do atual Ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, quando autorizou violar e bisbilhotar, a conta bancária do caseiro, na Caixa Economica Federal  ?  Só lembrando que à época o Palocci, era ministro da Fazenda, do Governo Lulla, que hoje é: barra Dilma Roussef

O que aconteceu, com o Palocci ?
- Nada. Nadica de nada. E por muito pouco, o coitado do caseiro, não é condenado, por possuir uma conta bancária. Faltou muito pouco, para a patota do Palocci, não pedi a cabeça do caseiro, pendurada em um poste, à orla do poético e paradisíaco Lago Paranoá.

Aonde está a tão cantada, versada, rimada e prosaica, Liberdade de Expressão ?
O Supremo Tribunal Federal, sentiu-se constrangido ?

Pergunta-se:
- O constrangimento, é devido a interrogação da servidora, ou com a desfaçatez   com  que  o Senador José Sarney, trata a coisa publica ? Por que essa gente não ouve as vozes roucas, cambaleantes, necessitadas e torturadas, das ruas ?

Sarney, em um vídeo amador, dissera que pendurará o pijama, ao final do seu mandado, certamente neste momento estará acariciando os cabides, afinal aos 81 anos de idade, muitos não tem apenas os lustres dos chinelos, mas a valsa dos campos santos, que é a gleba de pobres, ricos e miseravéis.

 Mas, não esqueçamos e, não se pode deixar passar em branco que a " censura jurídica "  permeia no Brasil, principalmente pelo Juizado de Primeira Instância, que aceitam facilmente calar revistas, jornais, blogues, e tantos outros meios que emitem opinião, bastando para isso qualquer politico " lorotar ", que muitas das vezes, nem sequer estudam o publicado. É essa mesma gente, que durante o dia verborragia sobre democracia, e à noite a amordaça.

 Ora meu amado, qualquer uma pessoa que não passou os últimos 50 anos, dormindo no berço esplendido da Pátria Mãe Gentil, ou valsando às margens plácidas do Ipiranga, ou que tenha chegado de Marte nesta madrugada, sabe os sujeitos, os predicados, os verbos, e os objetos diretos do Senador José Sarney.

A sua gramática, e a sua Editoração.
Ah, essa não muda, e nem confunde.
- Desbunda.



segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

SAPATO VELHO


Você lembra, lembra
Daquele tempo ...


É,
Talvez eu seja simplesmente
Como um sapato velho
Mas, ainda sirvo se você quiser.

-  Basta você me calçar,
Que eu aqueço o frio,
Dos seus pés.


             ................................................................



 ...na semana que passou, fui levar uma das minhas filhas à um Campus Universitário de Direito, ela inicia a vida Acadêmica. Adentrei no prédio da Universidade, entrei à sala, sentei-me, fiquei a olhar para o quadro, para as cadeiras. Lembrei naquele momento o meu tempo de Universidade, de alguns amigos, da turma do fundão, que existe e não morrerá nunca em qualquer entidade estudantil. Mas, lembrei destes versos do Paulinho Tapajós, do Mu e do Claúdio Nucci, que fora gravado pela banda Roupa Nova. " Sapato Velho ", fêz muito sucesso em nosso meio Universitário à época.
Que saudade daqueles tempos, que não voltam jamais.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

A LOROTA, POLITICO E SERVIDOR


O senhor ou a senhora, conhece um neto ou uma neta, um filho ou uma filha, de algum Governador, ou Deputado, ou Senador da  Republica, que esteja cursando o Ensino Fundamental ou Médio, em alguma das muitas Escolas Publicas, que existem, por este Brasil  afora ?

O senhor ou a senhora, tem esbarrado, em algum politico dentro do Metrô, ou do onibus coletivo da sua Cidade ou mesmo em seu Estado ?
Sim, aquele busão que trafega com as portas abertas, com os bancos quebrados, com as janelas despedaçadas, que  " sarta" mais que cabrito novo no " cio ", e destila fumaça aos deus dará, e circula mais empanturrado, que sardinha enlatada ?

O senhor ou a senhora, tem encontrado nas filas do Banco do Brasil ou mesmo da Caixa Economica  Federal, com essa gente, pagando as contas de luz, de água, de telefones, com as senhas em mãos, esperando a vez no atendimento ?

O senhor ou a senhora, tem " papeado" com essa gente nas filas dos aeroportos, esperando pelo voo Comercial ?

Se para estas arguições, a resposta for negativa, confesso que estarei mais uma vez estarrecido. Afinal, o que tenho lido dos políticos, é que a prestação do serviço publico, é uma maravilha.
Quando esse pessoal apresentam-se como candidatos a qualquer coisa, é mote eles vomitarem que estudaram em Escolas Publica.  Se tudo o que falam são verdadeiro, por que então, os políticos colocam os seus descendentes todos, na Escola Privada ?

A verdade verdadeira, é que os profissionais da politica, querem distancia da prestação do serviço publico, exceto  aquela que lhe carrega os bolsos e a vaidade de mordomias. Como por exemplo " lamber " o dinheiro publico, que lhes agraciamos através dos impostos, e com este lambuzam-se todo.
Com o erário publico, o zelo é  de uma irresponsabilidade tamanha, e para isso não falta os mais inusitados lugares para ser conduzido : na cueca, nas meias, nos órgãos genitais, por que o que interessa é o dinheiro, e o resto é apenas um detalhe.

Sai politico,  entra politico, e a bandalheira a cada dia ganha outras versões. Por que ao mudar os artistas, é natural que mudem-se, os roteiristas. Mas, não podemos esquecer que somos nós que mandamos essa choldra, para Brasília, para o Palácio dos Bandeirantes, para o Palácio dos Leões e, tantos outros recantos dos Estados e dos Municípios, legalizando essa gente através do voto para nos representar. Mas também, há de convirmos, que essa gente pensa muito pouco no bem comum. Para eles o Social Coletivo, é apenas uma questão de sobrevivencia.

Senão vejamos este exemplo.

Não soa como desfaçatez, o sr. José Sarney, imaginando está falando aos seus marimbondos de fogo, arrotar que está fazendo um sacrifício, em presidir o Senado Federal ?  Ora, o Estado natal desse senhor, é o mais pobre, o mais necessitado, o mais carente, para não escrever um dos mais miseráveis da Federação.

Alguém em sã consciência, pode acreditar que aquele senhor aos 81 anos de idade, está ali somente por: amor e, amor e amor ? A sua expressão traduz a fina zombaria, um zombeteiro, um descredito contra a inteligencia do povo brasileiro.
Essa empáfia de alguns políticos, precisa chegar a um fim, e esses tem que postar-se como servidores de um ESTADO e, não vice e versa.

Deveria ser Constitucional, toda a joldra politica, fazer uso do Serviçal publico ( Escolas, Transportes, Hospitais,  etc. etc )  Só assim, eles saboreariam do mesmo paladar que desfruta a patuleia, e descobririam o Brasil real.

Mas, tenhamos  certeza, o mundo deles é um outro, e o prazo é, até eu e o senhor ou a senhora, perceber que escolher alguém para nos representar, é mais que um ato de responsabilidade, mas de Cidadania, logo deve ser exercido com cuidado para não confundir o Congresso, com deposito de anárquicos.  Se bem que,  as palavras Congresso e Cadeira, tem em comum a iniciação com a letra cê. Ainda assim não podemos confundir, os lados.


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

QUADRO DEL INTIMIDAD


En la intimidad del nuestros sábana
Deslumbrarse un susurro alucinante
Y entre abrazos, y el por del sol
Delira una alma contrapuesta.

Mí alucina, aun mas la suya manera
Mí embriaga, el aroma del sus besos
Y yo,  viajo como vela abierta
Sin rumbo, sin viento, por viejo Tejo.

Y usted enloquece la mí alma
Y mí hace delirar del satisfacción
Y paro, y reflejo buscando calma,

Donde no sangre tanto mí sentimiento.
Y la Bahía, és lejos, el qué vamos hacer ?
Felicitaciones, la Bahía creou  usted.


sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

SERIA DISCRIMINAÇÃO COM PROFESSORES ?



E não é que alguns Professores no Estado de São Paulo, dizem terem sido vetados, depois de aprovados em concursos, devido a Obesidade ?
Afinal, o que quer o Governo do Estado de São Paulo ?
Modelos ?
Magérrimas ( os ) ?

Não seria viável, que o Governo do Estado de São Paulo, preocupar-se com a Capacidade de Ensinar, de Lidar com as Pessoas, e sobretudo buscar Metodologias, para a Qualificação do Ensino Público, que hoje, é um fiasco ?
Não deveria o Governo do Estado de São Paulo, preocupar-se, com uma Politica Salarial digna, para com esses Profissionais, e que esta ao menos permitisse sonhar, com uma  Vida digna e Harmoniosa ?

Sabemos que em São Paulo, existe uma devassidão, chamada de Aprovação Continuada, onde o aluno pula de classe para classe, como milho pula na panela, para transformar-se em pipoca. E assim, os coitados são empurrados, sem que saiba  ler, escrever ou vice e versa.

Pergunta-se:
E os Políticos, perderão os seus salários, e cargos, OBESOS ?
Tomara que o Ministério Publico, esteja atento, e a  OAB ( Ordem dos Advogados do Brasil ) não se deixe dormir em Berço Esplêndido.


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

UMA CANÇÃO PRA TAMEA PAMELLA


Yo sé, qué los  mis deseos, son  iguais los tuyos
Yo sé, qué los mis sueños, sona cómo los  tuyos
Yo sé,  qué los  mis ojos, brillan cómo los   tuyos.

Estas rosas,
Eu derramo aos teus pés
Esta Luz de amor,
Que invade a alma
Explode e pede  pra ficar ...
Aceso.


Las veces, ella quedarse fingiendo
Qué no gusta, más de mí.
Me encanta, mi hija.