Seguidores

Translate

domingo, 5 de setembro de 2010

TRABALHADOR NÃO VOTA EM JOSÉ SERRA.

Atentai bem...
Trabalhador que tem sentimento,  não vota no PSDB. Não é por que o tucano/demo, seja amarelo ou azul, ou nunca tenha cumprido um mandato executivo inteiro, é por que o Social da dupla, é de atarraxar, a vida dos simples mortais.
Qualquer individuo que não tenha chegado de Marte neste momento, sabe que o PSDB, é oriundo do PMDB, e esse filão que pulou da barca Pmedebista, era os chamados notáveis, que na época, não engoliam a liderança de Orestes Quercia, mas que neste momento, estão abraçados com ele. Quem mudou ? Orestes ,ou o tucanato desertor?
O pessoal que desertou e fundou o PSDB, era os chamados notáveis, entre eles o Franco Montoro, José Serra, Mário Covas, Fernando Henrique Cardoso ( que neste momento o tucano/demo, esconde a sete chaves,e não sei por qual motivo, não deixam o professor e sociólogo, colocar nem o nariz de fora) e/ ou outros tantos chamados notáveis. Mas, vou  contentar-me com estes, de São Paulo.
Relaciono esses nomes, exatamente para dizer, do por que, de um mortal comum, não votar no PSDB, e muito menos no José Serra.
Pergunta-se:
Qual é a politica Publica Social, do tucano/demo, na Cidade de São Paulo, aonde foi prefeito, e depois abandonou, entregando no colo do Kassab ?
Vou citar exemplos, que afeta diretamente aquele humilde cidadão, que necessita dos serviços básicos do Estado e do município.
1 - VALE TRANSPORTES DO METRO PARA DESEMPREGADO:
Antes do tucano/demo, assumir o governo do Estado de São Paulo, o individuo desempregado, retirava um bilhete na Estação Marechal Deodoro, que lhes valia por 06 meses, ou até  ele voltar ao mercado de trabalho. Tão logo o tucanato/demo assumiu, a validade do bilhete caiu, para 90 dias, sem direito de renovação, e ainda com estas observações. Se o individuo perder, ou for roubado, ou extraviar, ou quando devolver, o fizer fora do prazo, está condenado a 05 anos, sem direito ao benefício. Pode uma desgraça, dessa ? Você que ler este texto, não acredita. Então se desemprega e vá à Estação Deodoro, buscar este beneficio, e me conta depois.
ALBERGUE.
2 - O tucano/demo, assumiu a Prefeitura e abriu perseguição contra todos o albergues em São Paulo, principalmente os da região central, que é de fácil acesso.
Pergunta-se: Quem precisa de albergue?
O povo pobre evidentemente. A pessoa humana em situação de rua. José Serra, não precisa de albergue, ele mora no Alto de Pinheiros, FHC em Higienópolis, para quem conhece a Cidade de São Paulo, sabe que eu estou escrevendo nome de bairros nobres. Sabemos que os únicos pobres que passam nesses bairros, são servidores de serviços, serviçais, garis para recolher lixo e, que de vez por outra teem que aguentar gracejos e ofensas do Boris Casoy. Vale recordar que ao assumir a Prefeitura de São Paulo o tucano/demo, quis fazer uma limpeza étnica na Praça da Sé, foi necessário o padre Júlio Lancelotti, da Pastoral  dos povos em Situação de Rua, berrar, gritar, ameaçar denunciar nos Órgãos de Direitos Humanos e fazer...fazer muito barulho, para ele fingir que parou. O pobre e o trabalhador, não tem voz, e nem vez com José Serra.
QUER MAIS:
3 - Quando do debate na BAND, alguém perguntou-lhe, qual é a sua posição sobre a " Redução de Jornada de Trabalho". José Serra, titubeou, gaguejou, olhou para um lado, para o outro, e disse apenas que isso era, para ser resolvido por cada sindicato. Deixar essa decisão, para cada sindicato, é entregar em mãos do empresariado, foi isso que ele respondeu. No dia seguinte twitei ao Artur Vigilio, outro Senador tucano/demo, questionei sobre a posição de Serra, ele me respondeu que, não assistiu todo o debate, por que teve que voar para Manaus. Como são lisos esses tucano/demo. A verdade verdadeira, é que José Serra, é contra a redução da jornada de trabalho, por que ela beneficia único e exclusivamente o trabalhador e, ele ficou borrando-se nas calças, para falar isso, durante o debate.
Pergunta-se:
1 - Você acha que José Serra, precisa do bilhete desemprego do Metrô? Evidentemente que não, ele tem helicóptero à disposição para voar de um lado para o outro, além de que é politico profissional. Perdendo a eleição, como deverá perder para a Dilma, o Kassab arruma uma vaga de Secretário em uma secretaria qualquer, afinal de contas este deve-lhes favor. De uma coisa temos certeza, ele não volta à sala de aula, por que ele tem oriza a professor. Professor com o Serra, é no cacetete e na cavalaria.
2- Você acha que José Serra, precisa de albergue? Evidentemente que não. Serra, odeia pobre. Essa conversa que é humilde é balela. Humilde são os pobres mortais que pagam impostos neste País. José Serra, é um aristocrata. Albergue, é para trabalhador, para necessitado, para quem está desempregado, enfim para o simplório da raça humana. Albergue, não é coisa que faça Serra, sorrir. José Serra gosta é de remédios, de genéricos. É um hipocodriaco, como disse-lhes o Plínio de Arruda Sampaio. Professor, é tratado no porrete. Ele sempre jogou a cavalaria em cima desses profissionais, que são agredidos e apanham na Av. Paulista ou em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Geralmente ali, eles são recebidos á mordida de cães. Pergunta-se: Com este histórico, mesmo minúsculo, quem é o trabalhador que vota em, José Serra ? Trabalhador não é nem jeca, e nem jaca. Trabalhador merece  ser respeitado. Pagamos impostos para sustentar essa prole.
Agora vem mais essa de José Serra, pedir ao Presidente Lula, para calar os Blogs, a Internet. Comportamento de ditador, de sanguinário, certamente sentiu saudades dos anos duros que a história nos conta. Fora Serra, o jenio ( com j ), como escreve o Paulo Henrique Amorim. Pegue o seu diploma e deixe-o,  pendurado, na parede do Gilberto Kassab.


--


      

Nenhum comentário: