Seguidores

Translate

sábado, 17 de julho de 2010

FLAMENDO PODE DEMITIR BRUNO POR JUSTA CAUSA ...fonte folha de São Paulo

Folha.com no Twitter 16/07/2010 - 19h37
Flamengo pretende demitir Bruno por justa causa, diz presidente do clube a revista
Publicidade
DE SÃO PAULO

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, afirmou que pretende demitir por justa causa o goleiro Bruno, suspeito de participar no desaparecimento e morte da ex-amante Eliza Samudio. Em entrevista à revista "Época", a presidente afirmou também que vai processar Bruno por perdas e danos, seguindo a orientação dada nesta sexta-feira pelo conselho de juristas convocado pelo clube.

"Tudo isso foi um baque enorme. Eu gostaria sim que ele fosse demitido por todo o desconforto e desgaste que causou ao Flamengo e aos torcedores, desde que não haja nenhum tipo de dolo para o clube", disse Patrícia.

Entenda o caso envolvendo o goleiro Bruno
Veja imagens das buscas pelo corpo de Eliza
De acordo com a dirigente, o clube precisou reunir um grupo de advogados para dar a consultoria necessária para tomar a decisão. "Eles [o conselho de juristas] acabam de me recomendar a rescisão do contrato do Bruno por justa causa. Se exigirmos dele também compensação por perdas e danos, o valor que pediremos será igual ao da rescisão", adiantou. O valor da rescisão do contrato do goleiro é de 6 milhões de euros (aproximadamente R$ 14 milhões).

Polícia diz que Bruno, Eliza e suspeitos passaram a noite em motel de MG
Defesa de Bruno cita caso Mércia em pedido de habeas corpus; veja íntegra
Mulher do goleiro Bruno presta depoimento e volta para presídio
O advogado de Bruno entrou com pedido de habeas corpus na justiça mineira, no entanto, mesmo que o atleta seja libertado e as investigações não sejam suficientes para sua condenação, o atleta não voltará a atuar pelo Flamengo. "Aqui, o Bruno não joga mais. Não dá. Desgastou demais a marca e a imagem do clube. E sua postura é inaceitável", disse a presidente.