Seguidores

Translate

sexta-feira, 23 de julho de 2010

DELEGADO DIZ TER PROVAS CABAIS

23/07/2010 - 11h35 / Atualizada 23/07/2010 - 12h26 Delegado diz ter provas "cabais" contra suspeitos no caso Bruno
Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

O goleiro Bruno saiu ontem sorrindo do Juizado Especial da Infância e Juventude de Contagem (MG)

O delegado Edson Moreira, chefe do Departamento de Investigações de Minas Gerais, disse nesta sexta-feira (23) que o inquérito sobre o desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Souza, está praticamente concluído e que tem "provas cabais e testemunhais" sobre a participação dos acusados de envolvimento no caso.

Na cadeia, Bruno diz que não há provas e que vai processar o Estado
Cachorros de Bola são examinados por peritos
MP define representação final contra menor J.
Bruno ri ao ser hostilizado na saída de depoimento
Veja quem são os suspeitos no caso Bruno
A afirmação foi feita no dia seguinte à divulgação de um vídeo em que Bruno afirma que Eliza irá aparecer e que ele irá processar o Estado quando for solto, obtido pelo SBT. “O negócio é que os caras não têm prova de nada”, diz o goleiro durante o banho de sol. Ele está preso na Penitenciária Nelson Hungria e conversa com o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão, seu vizinho de cela.

Questionado sobre se a divulgação atrapalharia as investigações, Moreira respondeu: "Tudo atrapalha". Além do vídeo do SBT, a TV Globo também transmitiu imagens do goleiro durante sua diligência a Minas Gerais, no avião da polícia. Duas delegadas acabaram afastadas do comando do inquérito em razão do vazamento.

Bola
Maria Denizlei Pereira dos Santos e Middian Kelly dos Santos, a mulher e a filha de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, apontado como o executor de Eliza, prestam depoimento nesta manhã no DI. Elas chegaram ao local por volta das 10h30, acompanhadas do advogado Zanone Junior, e saíram às 12h25.

Segundo o advogado, as duas foram intimadas a prestar depoimento pelo delegado Edson Moreira. A Polícia Civil afirma que ambas foram convidadas a prestar esclarecimentos e devem receber de volta os cães rotweiller apreendidos na casa de Bola e o carro do suspeito. Dois dos cães permanecerão no centro de zoonoses, por possuírem leishmaniose -doença crônica que ataca principalmente cães, é transmissível ao homem e pode ser fatal se não for tratada.

Nenhum comentário: